Notícia

JUCEAL

Junta Comercial do Estado de Alagoas
Quarta, 31 Outubro 2018 16:08

Alagoas possui mais de 168 mil empresas com registros ativos Destaque

Número de micro e pequenos negócios chega a cerca de 90% do total, ressalta Junta Comercial

Texto de Hotton Machado

No último dia 5, foi comemorada a data nacional das micro e pequenas empresas, portes empresariais esses que representam a maior parte dos negócios ativos no país e que lideram a geração de empregos, como define o Cadastro Geral Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Em Alagoas, a situação não é diferente. O estado conta com 168.258 empresas com registros ativos na Junta Comercial do Estado de Alagoas (Juceal) e, dentre elas, 90,9% são micro e pequenos empreendimentos.

 

Do número total, 99.321 negócios são microempreendedores individuais (MEIs) – empresas caracterizadas como pequeno empresário com faturamento anual máximo de R$ 81 mil e sem participação em outras empreendimentos como sócio ou titular -; 44.045 são microempresas (ME) – negócios com renda bruta anual inferior ou igual a R$ 360 mil -; e 9.554 são empresas de pequeno porte (EPP) – negócios com renda bruta anual superior a R$ 360 mil e inferior a R$ 3,6 milhões. O restante, equivalente a 15.338 empreendimentos, refere-se aos negócios considerados sem porte.

 

 

Ainda considerando o quantitativo geral de empresas ativas no estado, o comércio é o setor que apresenta mais empreendimentos, com 80.554, aproximadamente 48% do total. A lista com as atividades principais desses negócios segue com alojamento e alimentação (15.668); indústrias de transformação (13.628); outras atividades de serviços (10.671); construção (8.420); transporte, armazenagem e correio (8.369); e atividades administrativas e serviços complementares (8.244).

 

Maceió e Arapiraca continuam como as cidades com mais empreendimentos, chegando a 77.956 e 14.942 empresas respectivamente. Entre os municípios com maiores quantitativos ainda estão Rio Largo (4.925), Penedo (4.065), Marechal Deodoro (3.578), Palmeira dos Índios (3.517), São Miguel dos Campos (3.193), União dos Palmares (3.038), Coruripe (2.607) e Delmiro Gouveia (2.546).

 

“O Governo do Estado vem trabalhando para atrair, cada vez mais, grandes empreendimentos para Alagoas, a exemplo disso, está o avanço do Prodesin. Mas também nunca deixamos de olhar para as micro e pequenas empresas, reconhecendo a importância delas. Hoje o registro para esses negócios é bastante simplificado, além de contar com um ambiente para licenciamento ágil e desburocratizado, para que o empresário possa investir e gerar renda”, destaca o presidente da Juceal, Carlos Araújo.

 

Entidade responsável pela divulgação dos números, a Junta Comercial é o órgão que tem como competência realizar o registro da abertura, alteração e baixa empresarial, sendo incumbida também da administração da Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios (Redesim) em Alagoas.